O que você precisa saber para montar sua estratégia de inovação

Empresas tradicionais precisam desenvolver uma estratégia de inovação para sobreviver nesta era em que todas as indústrias são atacadas por tecnologias emergentes e pequenos players do mercado conseguem rapidamente digitalizar ofertas com alto valor para o usuário.

Como montar uma estratégia de inovação para sua empresa

O desenvolvimento dessa estratégia não segue moldes tradicionais. É por isso que preparei um passo a passo bem objetivo para explicar como montar uma estratégia de inovação competitiva para os dias de hoje.

3 passos para criar uma estratégia competitiva

Veja a seguir como você pode levar inovação para sua empresa. Você vai ver que é preciso estabelecer conexões com startups e observar os principais movimentos do mercado que podem mudar as regras do jogo de uma hora para outra. 

1. Não subestime players emergentes

O passo número 1 para criar uma estratégia de inovação para é não subestimar os players tecnológicos que têm uma cultura diferente das empresas tradicionais. 

Empresas tradicionais visam uma operação lucrativa. Startups, por outro lado, não têm problemas em terminar o ano contábil com prejuízo financeiro, desde que tenham crescimento de usuários e atendam necessidades do consumidor e o do mercado, o chamado Product Market Fit. Isso porque elas recebem investimentos para “queimar caixa” em troca desses dois pontos que são cruciais para determinar seu sucesso. 

Ocorre, no entanto, que empresas tradicionais tendem a acreditar que, por serem mais estabelecidas ou terem mais distribuição ou dinheiro, não são ameaçadas por startups. Na pior das hipóteses, elas acham que podem simplesmente comprar qualquer uma que esteja incomodando e resolver o problema. 

Com esse pensamento, elas demoram demais para enxergar uma ameaça. Então, quando finalmente se dão conta do risco, é tarde demais. O ponto de colisão, que ocorre quando o novo player supera o modelo tradicional, já está muito próximo. 

Ponto de colisão: Startups x Empresas Tradicionais

Como mostra o gráfico acima, o tradicional tende a ter menos retorno conforme seu número de usuários vai aumentando. Por outro lado, o digital consegue sustentar um crescimento em escala que acompanha o aumento da quantidade e do engajamento dos usuários.

Portanto, se sua estratégia de inovação não contempla um plano de engajamento com o ecossistema de inovação promovido por startups, este é um sinal vermelho para o futuro de sua empresa.

2. Tenha um processo de Inteligência para Inovação

Como as grandes redes hoteleiras poderiam imaginar que seu maior concorrente na era digital seria um serviço como Airbnb? Ele não possui um quarto de hotel sequer! 

Esse exemplo clássico de disrupção ilustra a necessidade de desenvolver um processo de inteligência para inovação que leve em conta fatores externos e internos de uma indústria ou segmento.

Eu digo isso porque está cada vez mais claro que alguns fatores externos que estão fora do controle da empresa precisam ser levados em consideração na hora de montar uma estratégia de inovação. São eles os causadores de grandes disrupções.

Muitas empresas, no entanto, focam apenas o controle de variáveis internas com as quais já estão acostumadas. Elas falham na observação desses fatores externos que podem mudar as regras do jogo de uma hora para outra. 

Essa falsa sensação de segurança infelizmente resulta em uma visão limitada do futuro. Além disso, faz com que empresas de sucesso se tornem vulneráveis às disrupções que não estavam no seu radar.

Empresas que têm um processo de inteligência para inovação conseguem ter indicadores do que está para acontecer em suas indústrias. Com isso, podem preparar suas empresas para o futuro.

Por outro lado, empresas que querem dar qualquer passo em inovação, sem investir antes em um processo de inteligência, terão apenas iniciativas descoordenadas que desperdiçam tempo e dinheiro.

3. Desenvolva uma Tese de Inovação

A tese de inovação é um documento em que empresa e seus líderes discorrem sobre o cenário atual da empresa e o que deve ser feito para buscar inovação.

É importante ressaltar que, para construir uma tese de inovação bem estruturada, é indispensável que a empresa já tenha estabelecido seu processo de inteligência para inovação, que expliquei ali em cima, no item 2. 

Dito isso, os principais pontos para criar uma tese de inovação são:

  • reflexão sobre o modelo de negócio atual da empresa;
  • reflexão sobre as o que está em declínio;
  • tendências de mercado para os horizontes  H1, H2, H3;
  • ameaças para os horizontes H1, H2, H3;
  • como a empresa vai utilizar inovação para se beneficiar das tendências;
  • uma reflexão sobre os pontos anteriores e onde a empresa irá manter seu foco;
  • quais objetivos estratégicos e unidades de negócio serão beneficiados;
  • quais recursos humanos e de capital são necessários para a execução.

Acompanhe os próximos posts para saber mais sobre inovação, estratégia corporativa e gerenciamento de startups. 

Se quiser saber como acelerar a transformação digital da sua empresa com startups, entre em contato comigo pelo contact@innovationintelligence.ai. Eu e meu time teremos prazer em ajudar!